condomínio, Gestão

O papel do síndico da gestão de conflitos

Gestão de Conflitos

Dentre as diversas responsabilidades do síndico está a gestão de conflitos, e muitos são os gatilhos que podem desencadear os desentendimentos, desde animais de estimação a inadimplência e, cabe ao síndico, intermediar a situação, buscando a melhor forma de acalmar os moradores para que tudo fique em harmonia.

Qual é o conceito da gestão de conflito?

Podemos definir a gestão de conflitos como a capacidade de resolver e administrar um conflito entre duas partes, que, caso não haja intervenção pode gerar consequências graves.

E no caso dos condomínios, o síndico tem a responsabilidade de garantir o bem-estar dos moradores.

Principais causas dos conflitos

Assim como citamos, são inúmeras as causas de desentendimentos entre moradores, mas, podemos destacar:

  • Número alto de inadimplentes;
  • Vagas de garagem;
  • Barulho;
  • Animais de estimação;
  • Atitudes e barulho das crianças;
  • Entre outras.

Com o distanciamento social e o modelo de trabalho em casa, algumas atividades podem gerar um número maior de visitantes dentro do condomínio, que também pode gerar muito desconforto e desentendimento entre os moradores.

Mas e o que síndico pode fazer?

Como o responsável por manter o bom convívio dentro do condomínio, além de uma série de habilidades que o síndico deve ter ele precisa saber administrar os conflitos e ter atitudes assertivas.

  1. Saber ouvir:

Ter a imparcialidade e sabe ouvir com paciência os dois lados da história. É fundamental ser justo, mesmo que uma das partes seja alguém mais próximo de você.  Jamais deixe que seus relacionamentos pessoais atrapalhem suas decisões e interfiram em seu papel.

  • Ser acessível:

Uma das maiores dificuldades encontradas na mediação dos conflitos é por conta da falta de comunicação. É inadmissível que o síndico não seja acessível.

Facilite e abra seus canais de comunicação, seja por pessoalmente ou por e-mail.

Dessa forma, se todos conhecerem seus direitos e deveres fica mais fácil amenizar os conflitos e poder resolver os impasses de maneira rápida e justa.

  1. Discrição:

O síndico precisa ser profissional e discreto, portanto, nada de vazar informações s ou julgar problemas particulares de condôminos como a inadimplência, brigas ou informações pessoais de algum morador.

  • Mantenha um bom relacionamento com os condôminos.

Todo mundo sabe que um bom relacionamento com todos é a base de uma gestão. Cative uma amizade de forma respeitosa e profissional com os moradores e, você terá mais facilidade para intermediar qualquer problema que possa surgir.

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe nas suas redes sociais e nos ajude a espalhar informação de qualidade para os síndicos do nosso país.

Tagged , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *