Uncategorized

4 dicas para evitar a inadimplência no condomínio durante a crise

A pandemia do novo coronavírus trouxe muitas incertezas financeiras para o país. Desse modo, é importante destacar que a inadimplência durante a crise econômica pode afetar até os condomínios, visto que muitos estão com queda de renda. Assim, o gestor precisa analisar os gastos e economizar onde for possível.

Durante esse tempo haverá diminuição no pagamento das cotas condominiais, isto é, das despesas extraordinárias e ordinárias. Isso significa que a inadimplência vai aumentar significativamente nos próximos meses, até quando durar o isolamento social.

Continue a leitura e conheça 4 dicas para evitar a inadimplência no condomínio durante a crise!

1. Analisar a situação do condomínio

Nesse momento de pandemia, é necessário que os síndicos conheçam a situação financeira dos condomínios e revisem tudo o que representa gasto.

Analise o que é essencial, suspenda obras que não são emergenciais, tome cuidado no corte de despesas regulares, aplique medidas que realmente precisam ser tomadas e compreenda tanto a situação do morador quanto as necessidades do condomínio para evitar a inadimplência.

2. Facilitar o pagamento da taxa de condomínio

Oferecer somente uma maneira de pagamento dificulta a vida dos condôminos e favorece a inadimplência durante a crise. Por exemplo, caso o pagamento da taxa deva ser realizado apenas com cheque e o morador não trabalha com esse método, pode ocorrer atraso e estresse até ele solicitar um talão no banco.

Dessa maneira, disponibilize cartões de crédito, débito, cheque, dinheiro e boleto para evitar reclamações e atender as necessidades de todos os moradores. Com a segurança, facilidade e comodidades que os aplicativos dos bancos oferecem, grande parte dos moradores poderá realizar o pagamento sem sair de casa.

3. Renegociar as dívidas

Caso alguém não apresente condições para pagar as taxas do condomínio, é primordial que o gestor renegocie suas dívidas e entenda a situação. Muitas pessoas não estão trabalhando no momento da pandemia, portanto, parcele as dívidas ou ofereça mais tempo para que o pagamento seja efetuado.

Em tempos difíceis, é primordial buscar estratégias que contribuam para o equilíbrio das contas do condomínio e ajudem os moradores. Para diminuir os gastos, reduzindo as dívidas e favorecendo os dois lados, realize campanhas de uso consciente de gás, luz e água.

4. Utilizar um sistema de gestão para condomínio

Ter um eficiente sistema de gestão ajuda a empresa na cobrança da taxa de condomínio, visto que ele consegue mostrar o morador que não está com o pagamento em dia, ajudando no controle e na tomada de decisão do gestor.

Outra importante função do sistema é que ele contribui para a retirada da segunda via de boletos. Assim, caso o condômino perca a primeira, fica mais simples retirar a outra e, a partir disso, deixar o processo otimizado.

Portanto, é preciso tomar medidas para evitar a inadimplência durante a crise. Sendo assim, realize as ações necessárias para ajudar os moradores a regularizar o pagamento. E tenha paciência em situação de atraso, pois não está sendo fácil para ninguém.

Gostou do nosso post? Então, aproveite para seguir as nossas redes sociais e ficar por dentro de outros assuntos: estamos noInstagram e no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *