Sustentabilidade

Energia solar em condomínios: isso já é uma ideia viável?

A capacidade de geração de energia a partir da luz solar não é uma tecnologia recente. A novidade porém, é que os custos de implantação e gestão desses sistemas tem se tornado cada vez mais baixos e acessíveis a população de uma maneira geral.

Graças a desburocratização e o aparecimento de novas soluções vivemos um bom momento do mercado e que afeta também a administração de condomínios residenciais.

Neste artigo você vai conhecer um pouco mais sobre o funcionamento e as características do mercado de geração de energia solar voltada aos condomínios. Curioso? Então continue acompanhando!

Qual o panorama sobre o consumo de energia solar?

Com suas características climáticas típicas de um país tropical com sol forte brilhante o ano inteiro o Brasil parece ter vocação para a energia solar. O crescimento do setor tem sido considerável nos últimos anos movido por pessoas e empresas que procuram por alternativas na geração de energia.

Além das empresas comerciais, indústrias e residências os condomínios, também possuem mais esta oportunidade para economia de energia. Tornar o seu condomínio mais econômico e sustentável é possível graças às alterações ocorridas em 2016 na legislação sobre as regras de micro e mini geração de energia elétrica.

Com essas mudanças agora é permitido instalar painéis de geração e vender a energia que “sobra” aos distribuidores regionais. A energia gerada pelo sistema solar nos condomínios é compartilhada entre todas as unidades e entre todos os moradores, inclusive nas áreas comuns conforme autoriza a resolução 687/2015 da Aneel.

Como funciona a energia solar em condomínios?

As novas tecnologias tem viabilizado cada vez mais a geração de energia solar barateando os seus custos e tornando o prazo de retorno do investimento (payback) também cada vez mais reduzido.

O investimento para instalação do sistema pode ter um alto custo inicial, porém como sua vida útil é prolongada (aproximadamente 25 anos) esses mesmos custos são diluídos ao longo do tempo e acabam sendo pagos em média já nos primeiros 5 anos.

Diante disso a economia e as vantagens dessa solução ficam ainda mais evidentes em relação a energia elétrica convencional. A redução da conta de energia pode chegar a 90%, e são essas vantagens que tem impulsionado o mercado a cada ano.

Antes da implementação definitiva é preciso avaliar a viabilidade financeira do investimento levando em conta todo o histórico de consumo de energia, a viabilidade técnica do projeto considerando o tipo de cobertura disponível e qual a estrutura de instalação necessária e o potencial de geração do equipamento.

Passado o período de estudos e confirmada a viabilidade financeira e técnica do projeto no condomínio, os painéis solares podem então ser instalados e o sistema pode enfim ser conectado a rede elétrica convencional. A energia produzida é distribuída para os apartamentos e para as funções de aquecimento de água e iluminação das áreas comuns.

Assim, durante o dia os painéis alimentam o condomínio e durante a noite a energia consumida é a enviada pela distribuidora. Todo o excedente, ou seja a energia produzida que não foi absorvida pelas unidades, reabastecem a rede e geram créditos junto a distribuidora local, que podem ser utilizados para o abatimento em contas de energia futuras.

Por fim, vale ressaltar que além da vantagem da economia com a conta de energia, a geração de energia por meio dos painéis fotovoltaicos também representam uma fonte energia limpa e renovável muito segura e sustentável para as próximas gerações.

Quem pode auxiliá-lo nessa decisão?

Como você pôde observar optar pela implantação de sistemas de energia solar pode ser uma tarefa um tanto quanto trabalhosa pois envolve a análise de muitas variáveis e o conhecimento correto sobre o seu funcionamento.

Por isso é importante contar com algum auxílio para tomar as melhor decisões. Os administradores digitais de condomínios são um desses parceiros que podem contribuir e muito nesse processo de estudo e verificação sobre viabilidade da instalação de sistemas de geração de energia solar. Conte conosco!

E então, conseguiu assimilar um pouco mais sobre a viabilidade da energia solar em seu condomínio?

Aproveite para curtir nossa página no Facebook e continuar a receber artigos sobre muitos assuntos relevantes de administração condominial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *